27 de mar de 2011

SÓ HOJE!!!

Ligo ou não ligo?? Hum, melhor mandar uma mensagem, afinal são 0:17 e talvez esteja dormindo... Um simples ‘Oi, você está dormindo?’ seria apropriado para o horário.



A resposta veio rápida para minha alegria... Agora posso ligar. É incrível como a voz de alguém que você gosta muito pode lhe confortar como um abraço apertado independente da distância.

Dentro do carro o papo é bom, o humor natural, as gargalhadas em plena madrugada não acordaram os vizinhos... Decido ir a um lugar mais confortável, a telefonia móvel nos possibilitou essa maravilha (desde que o sinal da operadora esteja em paz com você) estar onde quiser e fazer o que quiser, falar com quem você quiser a hora que a outra pessoa se dispor a lhe atender, é claro!!!


Céu sem nuvens deixam as estrelas despretensiosas...


O balanço do playground é meu refúgio durante essa conversa desprovida de pudor ou insinuações... Duas pessoas com a mesma vontade e liberdade de expressar algo que não há explicação...


Quando o outro lado diz: ‘Espere um pouco, ouça isso: ’


... As notas do violão foram atravessadas pelo vento da noite, e de fundo a voz forte que há pouco conversava, agora cantava com o coração, só para mim:

‘Hoje eu preciso te encontrar de qualquer jeito
Nem que seja só pra te levar pra casa
Depois de um dia normal...
Olhar teus olhos de promessas fáceis
E te beijar a boca de um jeito que te faça rir

Hoje eu preciso te abraçar...
Sentir teu cheiro de roupa limpa...
Pra esquecer os meus anseios e dormir em paz!
Hoje eu preciso ouvir qualquer palavra tua!
Qualquer frase exagerada que me faça sentir alegria...
Em estar vivo.’


As lágrimas caíram sem hesitar... O céu ficou mais próximo e por um instante senti o vento me abraçar acolhendo minhas emoções.


“A vida não é feita dos momentos em que você respirou, mas sim dos momentos em que você perdeu o fôlego.”

Ao final da canção, ouvi: Gostou? E como não gostar de um momento desses? E como não acreditar que tudo na vida vale a pena para se ter um simples instante como este? E como não se permitir deixar levar pelo sentimento? E como não voltar a acreditar no amor?


‘Sim, eu gostei muito!’ Sem esconder o choro, ali naquele balanço a Tatiana cedeu espaço para a menina-moça sem passado, sem cicatrizes, sem lembranças, transparente e disposta.


Respiração ofegante, coração acelerado e mente vazia...
Sim, existe um milagre em cada novo começo!!!




Um beijo a todos!
Taty Pacheco

28 de dez de 2010

2011 COM TEMPO PARA O AGORA

                                 Wild Horses - The Rolling Stones 1995

Quem tem
         Não ostenta
Quem faz
         Não divulga
Quem ama
         Não trai
Quem confia
         Não julga
Quem luta
         Não foge
Quem merece
         Não implora
Quem quer
         Não especula
Quem cuida
         Não cura
Quem vive
         Acredita no poder do AGORA


Os anos parecem passar cada vez mais rápido, porém precisamos aprender a viver UM DIA DE CADA VEZ...

Devemos renovar nossos sonhos, fortalecer nossas qualidades, traçar novos objetivos, acreditar nas pessoas, desenvolver nossa habilidade de se relacionar por inteiro com tudo e todos...

Devemos praticar exercícios físicos, se entregar aos momentos com a família amigos, estar presente de verdade, sem pensar no tal do ‘carregamento móvel’...

Devemos aproveitar melhor o nosso tempo... Curtir um pôr do sol, cantar alto no trânsito, sorrir na fila do banco, comer um doce e suspirar, fazer cara de ‘cute’ ao ver uma criança brincar, vibrar com o cheiro de chuva, apreciar uma noite de lua cheia, abraçar, beijar, morder, apertar, pegar, brincar com quem quer que seja, nem que este seja a sua ‘Duduga’ de pelúcia ou a moça da limpeza do seu serviço...

Respire... E sinta sua respiração... Sinta seu ritmo... E ‘dome’ esse ‘cavalo selvagem’ que existe dentro de você chamado: CORAÇÃO E MENTE... E faça com que ambos cheguem ao equilíbrio... De tal forma que você nunca se esqueça: QUEM DEFINE COMO VAI SER O SEU ANO, O SEU MÊS, O SEU DIA, O SEU MINUTO, O SEU AGORA É SÓ VOCÊ!!!


Feliz 2011 com muito tempo!!!

Beijos
Taty Pacheco

23 de dez de 2010

PARABÉXXXX ANINHA!!!

Essa é a minha cariocax predileta...
Sempre de bom humor...
Não tem tempo ruim... Nunca a vi de reclamar de nada nem de ninguém...
Uma mulher integra, dedicada... Não mede esforços para estar junto das pessoas que ama...
Foi ela que um dia, em uma das cartinhas do Liceu me ensinou a palavra hesitar... Ela dizia: Nunca hesite em em chamar quando precisar!!!
Nossa amizade cresceu com o tempo e com a distância... Depois de atingirmos a 'maturidade' eu diria... Hoje não temos tempo para frescuras e nos empenhamos em viver cada momento como se fosse único...

Foi ela quem me apresentou a uma super balada no Rio de Janeiro... E ao famoso Jobi...
Que saudade... Dançamos até o chão ao som do pancadão e finalizamos com um belo lanchinho de café da manhã, onde ela, mais louca que eu, pediu uma tequila (às 5h da matina) para fechar a noite com chave de ouro...
Essa é minha amiga!!!

Tudo bem que ela é meio temperamental... Capricorniana nata... Ela faz as coisas no tempo dela... Não peça para pegar no tranco logo as 10h ao chegar de uma balada, que não vai... ahuahuahua

Aninha!!!
Quero que saiba que eu te amo amiga!!!
Mesmo distante e com contato raro, seu lugar é mais do que especial aqui dentro do meu coração.
Te desejo TUDO DE MELHOR NESSA VIDA...
Saúde, paz, amor, suce$$o, baladas, Jobi, chopp´s, viagens e que a gente se encontre mais e mais e mais e mais e mais e mais...

E lembre-se de nossa meta para 2011... Temos que nos ver AO MENOS 3 VEZES... Seja aqui ou ai...

Um super beijo no seu coração.

Taty Pacheco

21 de dez de 2010

PARABÉNS PRA MIM!!!

20.12.2010
Marcado por muitas emoções
29 anos (quase 30 - frio na barriga)
Uma sensação de plenitude INEXPLICAVÉL...

Meus 28 anos foram bem vividos...
Realizei um grande sonho que era ir para Europa, passando minhas férias com pessoas que amo a Rô e a Vanessa...
Experimentei bolinho...



Conheci o Rio de Janeiro...
Troquei de carro...
Finalizei questões do coração da melhor forma possível...
Cumpri a promessa de ficar um ano solteira...
Estive mais presente com a minha familia...
Comprei minha cama...
Dancei muito na minha primeira micareta...
Criei um blog...
Li poucos livros...
Cultivei muitos amigos...
Tive o melhor dia dos namorados solteira...
Fiz o primeiro churras na minha casa...
Conheci possíveis amores...
Chorei pra caramba...
Ri muito também...
Engordei alguns quilinhos...
Proporcionei uma festa surpresa de 30 anos para a minha irmã...
Magoei algumas pessoas...
Me redimi também...
Falei o que não devia...
Ouvi o que não queria...

Nunca gostei de fazer aniversário... Essa época do ano todos os lugares estão bufando de confraternizações, amigos secretos etc etc etc...
Foi quando ouvi de uma pessoa: TATIANA o importante é você comemorar com quem quer comemorar contigo, ou seja, com as pessoas que AMAM você.

Baseado nesta conversa, confesso... Celebrei muitooooooooooooooooo meus 29 anos...
De forma gloriosa, alto estilo e o principal me senti MAIS QUERIDA DO QUE NUNCA...
A sensação de cada ligação, de cada torpedo, de cada email, de cada gesto de carinho, de cada palavra era de um amor inexplicável...
Sim, é MARAVILHOSO se sentir amada, se sentir querida, se sentir importante... Sentir que você pode fazer a diferença na vida de uma pessoa com um simples 'Bom Dia'... E que muitas pessoas proporcionam isso para você só porque te amam... Só porque a sua presença faz bem...

Me senti e me sinto assim esse ano... Foi DIVINO!!!
Obrigada a todos pelo carinho...
Obrigada pelas mensagens...
Obrigada pelos torpedos...
Obrigada pelas ligações...
Obrigada pelos emails...
Obrigada pela bagunça...
Obrigada pelos abraços...
Obrigada pelos presentes...
Obrigada pelo BOLO maravilhoso que ganhei...
Obrigada pelo almoço...
Obrigada pelo jantar...
Obrigada pela cia...
Obrigada pela amizade...
Obrigada pelo amor que vocês sentem por mim...
Sou eternamente grata pela familia que tenho, pelos amigos, pelo meu trabalho, pela minha vida MARAVILHOSA... Por ter fé em Deus... POR TUDO!!!

Como diz o Pequeno Príncipe: Tu és eternamente responsável por aquilo que cativas!!!

Um beijo enorme para todos.
Tatiana Nunes Pacheco 

16 de dez de 2010

JOANA... PARABÉNS IRMÃ DO CORAÇÃO!!!

Lembro como se fosse hoje... O desespero me contaminava... Sentia-me perdida com a situação, sem saber onde ir, em quem confiar... Com quem chorar... A única pessoa que poderia, estava longe...
Foi quando meu anjo da guarda sussurra bem baixinho: ‘Ligue para a Joana’.
Não éramos amigas, havíamos saído poucas vezes em função da amizade que ela tinha com o meu namorado na época, e confesso que achava ela meio ‘doidinha’... rs
Por fim, em uma manhã no mês de outubro de 2007, era ela quem estava no hall do meu prédio me ouvindo, consolando, confortando, aconselhando...
No momento em que mais precisava de AMOR, foram poucas pessoas que pude contar, e a Joana, certamente, se tornou especial... Chamo-a de IRMÃ DO CORAÇÃO!!!

O tempo foi passando...Nossa amizade se fortalecia cada vez mais... São inúmeras histórias, não tão boas, mas fundamentais para construir esse LAÇO que existe entre nós.

Quando eu precisei, ela estava lá...
Quando ela precisou, eu estava também...

Já ‘quebramos cabeça’... Somos muito parecidas, eloqüentes, teimosas, instintivas...

JOANA...
O tempo provou que quem é IMPORTANTE E DE VERDADE sempre fica.
São poucas as pessoas que podemos confiar e, que merecem nossa LEAL AMIZADE...
Somente o AMOR constrói e reestrutura nossa vida de forma PLENA... E que VALE A PENA acreditar em quem merece SEMPRE.

O tempo mostrou o quão FORTE você é...
Como mulher, mãe, esposa, amiga, profissional, filha, irmã, tia, cunhada...
Os obstáculos são mais difíceis do que imaginamos, mas sua persistência e teimosia em SER FELIZ e ACREDITAR na vida lideram a sua razão de SER.

O tempo deixou claro que dinheiro NÃO é tudo...
O importante é a família, os amigos, sua saúde, o bem estar do seu filho, seu equilíbrio emocional, sua energia e fé em Deus.

AMIGA, IRMÃ...
Estamos tão longe, mas sinto-a sempre tão perto...O rádio diminui essa distância, mas ainda é muito pouco perto da falta que você me faz...
Sinto falta do nosso café na Starbucks.
Sinto falta de levar o Diegão no clube.
Sinto falta de irmos ao cinema...
Sinto falta das nossas noites de Double chopp no Outback...
Sinto falta do seu abraço...
Sinto falta do nossa café da manhã pós balada...
Sinto falta das nossas viagens Happy New Way 2007...
Sinto falta das nossas brigas nos banheiros ou por email, só para chamar a atenção e se sentir especial...
Sinto falta dos seus puxões de orelhas quando não me dou oportunidade de ser feliz...
Sinto sua falta quando me orienta nas minhas aquisições...
Sinto sua falta para caminhar na lagoa jogando conversa fora...
Sinto falta das nossas tardes no Marcelino com o Jean me zuando...
Sinto falta dos almoços na sua casa...
Sinto falta dos ‘caldos’ que levei em plena Praia de Ipanema...
Sinto falta das reuniões e da bagunça que fazíamos na sua garagem...
Sinto falta da Mel...
Sinto falta do meu sobrinho...

Sinto falta de você AMIGA...
COMO EU SINTO...

Queria poder me TELETRANSPORTAR até ai e te DAR aquele abraço...
Mas saiba o quanto especial você é para mim...Única... Insubstituível

Como diz a nossa canção:

Quem espera que a vida
Seja feita de ilusão
Pode até ficar maluco
Ou morrer na solidão
É preciso ter cuidado
Pra mais tarde não sofrer
É preciso saber viver

Toda pedra no caminho
Você deve retirar
Numa flor que tem espinhos
Você pode se arranhar
Se o bem e o mal existem
Você pode escolher
É preciso saber viver

Te amo!!!
De sua SEMPRE amiga, irmã...
Tati PACHECÃO!!!

5 de dez de 2010

PARA VIVER UM GRANDE AMOR


É preciso abrir todas as portas que fecham o coração.
Quebrar barreiras construídas ao longo do tempo,
Por amores do passado que foram em vão
É preciso muita renúncia em ser e mudança no pensar.
É preciso não esquecer que ninguém vem perfeito para nós!
É preciso ver o outro com os olhos da alma e se deixar cativar!
É preciso renunciar ao que não agrada ao seu amor...
Para que se moldem um ao outro como se molda uma escultura,
Aparando as arestas que podem machucar.
É como lapidar um diamante bruto...para fazê-lo brilhar!
E quando decidir que chegou a sua hora de amar,
Lembre-se que é preciso haver identificação de almas!
De gostos, de gestos, de pele...
No modo de sentir e de pensar!
É preciso ver a luz iluminar a aura,
Dando uma chance para que o amor te encontre
Na suavidade morna de uma noite calma...
É preciso se entregar de corpo e alma!
É preciso ter dentro do coração um sonho
Que se acalenta no desejo de: amar e ser amada!
É preciso conhecer no outro o ser tão procurado!
É preciso conquistar e se deixar seduzir...
Entrar no jogo da sedução e deixar fluir!
Amar com emoção para se saber sentir
A sensação do momento em que o amor te devora!
E quando você estiver vivendo no clímax dessa paixão,
Que sinta que essa foi a melhor de suas escolhas!
Que foi seu grande desafio... e o passo mais acertado
De todos os caminhos de sua vida trilhados!
Mas se assim não for...
Que nunca te arrependas pelo amor dado!
Faz parte da vida arriscar-se por um sonho...
Porque se não fosse assim, nunca teríamos sonhado!
Mas, antes de tudo, que você saiba que tem aliado.
Ele se chama TEMPO... seu melhor amigo.
Só ele pode dar todas as certezas do amanhã...
A certeza que... realmente você amou.
A certeza que... realmente você foi amada."


Carlos Drummond de Andrade

Enviado por uma amiga muito especial que esta mais perto do que eu possa imaginar.

Beijos
Taty Pipoca

30 de nov de 2010

DEZEMBRO 2010

Quem lembra??? Nada a ver com o Post, mas lembro das minhas tias levando nós sobrinhos no Supermercado Garça em São Sebastião durante a compra do Natal para trocar as embalagens pelo brinquedo da Galinha Maggi... E todos tinham que ir juntos, senão era briga na certa... Bons tempos!!!
Último mês do ano e cá estamos... Quanta coisa se passou, não é mesmo? Daqueles sonhos e promessas feitas, quantas realizamos? Quantas ainda continuamos a sonhar? Quantas se tornaram pesadelos?

Esta é uma época que a maioria acaba fazendo aquela auto-avaliação, dos acontecimentos, vida profissional, vida pessoal, conquistas, batalhas interiores, alguns percalços.

Eu, particularmente hoje, não gosto muito do mês de dezembro... Talvez por lembranças não tão agradáveis... Ou até porque chega a ser irritante o tal ‘espírito natalino’ que contagia a todos... Como se as pessoas quisessem saldar os débitos e ficar em paz consigo mesmo, nem que seja por alguns dias.

Há também a infelicidade de fazer aniversário neste mês... Péssimas recordações das tentativas frustradas de celebração, onde ninguém podia ir devido a compromissos que o período exige. Hoje fica pior comemorar, afinal TODOS os lugares estão ABARROTADOS de confraternizações de empresas e os terríveis AMIGOS SECRETOS (que me dá calafrio só de digitar). Sem contar que meus pais, por ser o mês mais movimentado do ano no trabalho, nunca conseguem participar de nada. Hunf!!!

Calma, não sou tão desiludida assim... É claro que tenho ótimas recordações da época de infância, exclusivamente de Natal (ou Natais???) que passamos com a família da minha mãe.

Lembro-me de um ano antes da tia Floripes falecer, estávamos todos reunidos... A casa bagunçada, criança correndo para todo o lado, o cheiro de comida espalhado no ar... Huuum! Minha vó costumava costurar uma roupa diferente para os netos, e desta vez nos vestimos de paquitas e paquitos... Um verdadeiro Show da Xuxa para a felicidade dos adultos que se dedicavam em extravasar.

Foi a última vez que fizeram inimigo secreto entre eles. Eu devia ter cerca de 6 anos, e me lembro exatamente da bagunça que todos faziam, alegres por estarem juntos, trocando presentes bizarros, no qual foram improvisados horas antes. Subia-se na cadeira e declarava todas as características do premiado... Ai ai que tempo bom!!!

Ah! E é claro, apesar de nunca conseguir ter festa no dia do meu aniversário, minha família sempre cantava parabéns para mim no dia do Natal, aproveitando o bolo como sobremesa da ocasião... E eu??? Eu AMAVA, apesar de meu bolo sempre ser de chocolate com nozes (eu detesto nozes) o importante era estarmos TODOS juntos, aproveitando a cia de cada um.

No ano seguinte, minha tia Floripes faleceu (um pouco sobre ela AQUI), e aquele sabor de Natal ficou somente na lembrança. Hoje, tentamos ao máximo passar esta data juntos, mas já não é a mesma coisa. Os problemas e desentendimentos dominam os ânimos e ocupam uma boa parte dos nossos corações. Algumas mágoas e a imensa saudade dão um tom cinzento e sem foco ao Natal da minha família, que nem mesmo o tempo consegue amenizar...

E com intuito de dar outro toque para DEZEMBRO DE 2010 vou tentar ao máximo escrever coisas MARAVILHOSAS & MELOSAS na tentativa de aflorar meu espírito natalino que anda apagado e, quem sabe, ser uma destas pessoas IRRITANTEMENTE FELIZ nesta época do ano!!!

Aguardem.

Beijos
Taty Pipoca